Casa Museu Amália Rodrigues
Lisboa

Casa Museu Amália Rodrigues: A vida pessoal da fadista

Amália Rodrigues é a grande Voz de Portugal e isso é inegável, quer se goste ou não do seu estilo musical. A importância de Amália para o país é incontornável e, embora todo o português conheça o seu nome, nem todos conhecem o seu legado. Na Casa Museu Amália Rodrigues podemos conhecer de perto a artista, assim como, a mulher por detrás da artista. Ou seja, podemos entrar na casa de Amália Rodrigues e descobrir a cantora na sua intimidade.

A Casa a que Amália chamava de lar

A Casa Museu Amália Rodrigues foi inaugurada a 24 de julho de 2001. Este era um desejo da artista que sonhava em abrir a sua ao público para assim partilhar o seu lado mais pessoal e íntimo. E foi exatamente isso que aconteceu. Além de entrarmos no local ao qual Amália chamava lar, podemos encontrar as os seus vestidos e joias de palco e outros objetos pessoais, dispostos ao longo dos cómodos da casa.

Além disso, é possível ver os muitos prémios e presentes que recebeu, as fotografias pessoais e os livros que gostava de ler. Podemos entrar no quarto de Amália, na sala onde dava entrevistas e recebia visitas e no seu jardim, com as suas flores favoritas. É aí que encontramos um habitante muito especial: o Chico. O último papagaio de Amália recebe-nos com um “Bom Dia” bem disposto e, ocasionalmente, chame pelo nome da fadista, como se ela continuasse ali. E é assim que a sentimos, entre os seus objetos pessoais e as suas recordações que mantêm viva a sua memória e o seu legado. O jardim continua a acolher diversos espetáculos abertos ao público.

A Casa Museu Amália Rodrigues dispõe também de uma loja onde é possível encontrar e comprar um leque variado de produtos relacionados com Amália Rodrigues e com o mundo do fado de uma forma geral. Uma excelente recordação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.